Como estão as pessoas que possuem o Transtorno Obsessivo Compulsivo na pandemia

O TOC é considerado uma doença mental grave. Ela está entre as dez maiores causas de incapacitação, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

Estima-se que cerca de quatro milhões de brasileiros sofram com a doença.

As obsessões são imaginações fantasiosas repetitivas, ideias absurdas e sensações intrusivas que se distingue por manifestações incômodas, e desagradáveis.

As Compulsões se caracterizam por gestos demasiados, ações sempre idênticas e rituais frenéticos notoriamente periódicos e irrefutáveis.

No Transtorno Obsessivo -Compulsivo, as obsessões e compulsões andam juntas, mas o revezamento sobre a prevalência de um sobre o outro também é sempre constante, ou seja, alguns pacientes tendem a ser mais obsessivos que compulsivos.

Imaginem uma pessoa que sofre do Transtorno Obsessivo -Compulsivo em época de pandemia onde o grau de ansiedade aumenta?

Transtorno Obsessivo-Compulsivo

O sujeito já carrega o sofrimento de ter mania de limpeza; ordenação e organização das coisas de uma maneira específica e precisa; verificar descomedidamente se as roupas ou os calçados estão limpos; pensamentos do medo da contaminação; suspeita de doenças graves?

Essas pessoas redobram os cuidados com a limpeza, tem a sensação que pode se infectar a qualquer momento, lavam as mãos incessantemente, acorda várias vezes à noite para limpar a casa e ficar de vigília para não contrair a doença.Esse sofrimento poderá ser aliviado a partir do momento que a pessoa saiba lidar com a situação e com a ajuda de um profissional.

Como Psicóloga recomendaria:

•Alimentar-se bem mantendo uma dieta saudável, fazer exercícios físicos mesmo dentro de casa;

• Afastar-se um pouco das redes sociais;

• Não ficar várias horas ao dia acompanhado noticiários sobre a pandemia;

• Buscar as atualizações e informações em horário marcado pela equipe do Ministério da Saúde;

• Seguir as recomendações da OMS;

• Buscar informações em fontes confiáveis, como sites de notícia com credibilidade e canais oficiais;

• Buscar notícias positivas, com relação às pesquisas e sobre quantas pessoas infectadas foram curadas;

• Ler bons livros e seguir a rotina sem estresse;

Nesse momento de pandemia para quem sofre do TOC o importante é continuar fazendo a psicoterapia online com seu terapeuta.

Referência 

VELASCO M. PAULO– Depressão e Transtorno Mental- 3ª edição – Ed WAK – Rio de Janeiro 2011 e http://leideferreira.com.br/

Como estão as pessoas que possuem o Transtorno Obsessivo Compulsivo na pandemia

Deixe uma resposta

Rolar para o topo